0:00
0:00

No primeiro depoimento como réu, Lula nega ter obstruído Lava Jato

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2017 21h25
BRA59. SAO PAULO (BRASIL), 15/09/2016 - El expresidente de Brasil Luiz Inácio Lula da Silva hace un pronunciamiento hoy, jueves 15 de septiembre de 2016, en Sao Paulo (Brasil). Luiz Inácio Lula da Silva rechazó hoy las acusaciones de corrupción y lavado de dinero de la Fiscalía y, en un irónico y largo pronunciamiento, dijo que si le prueban algún delito irá caminando hasta la comisaría para su detención. "Prueben e iré caminando para ser detenido en Curitiba", afirmó el ex jefe de Estado al citar la ciudad desde donde la Fiscalía lidera todas las investigaciones sobre el gigantesco escándalo de corrupción en la petrolera Petrobras. EFE/Sebastião MoreiraEFE/Sebastião MoreiraImagens de Luiz Inácio Lula da Silva em discurso após denúncia - EFE

Na manhã desta terça-feira, 14, o ex-presidente Lula prestou o primeiro depoimento à Justiça como réu. O petista foi até a 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília para responder à acusação de que tentou impedir a delação premiada do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, para obstruir a Lava Jato. Lula reclamou do “massacre” de acusações e criticou a imprensa. Ele teve dificuldades para responder sobre a sua renda mensal, e disse que o ex-senador Delcídio do Amaral mentiu ao envolvê-lo no caso.

Vera Magalhães disse que Lula é a sombra do que já foi e apontou que ele não respondeu às perguntas do juiz. Carlos Andreazza ressaltou que o ex-presidente fez mais um comício, agora dentro do tribunal. Marcelo Madureira questionou as doações mensais que Lula recebe dos filhos.

Confira o debate completo no 3 em 1: