Reforma ministerial ampla do governo Temer não deve sair: como o Planalto vai contornar esse problema?

  • Por Jovem Pan
  • 15/11/2017 20h30

Marcos Corrêa/PR

Ministros do Governo Temer que serão candidatos em 2018 já avisaram o Planalto que não desejam abrir mão de seus cargos neste ano
A tal ‘reforma ministerial ampla’ do governo Temer não deve sair. Isso porque ministros que serão candidatos em 2018 já avisaram o Planalto que não desejam abrir mão de seus cargos neste ano.
Pelo menos cinco siglas da base aliada se manifestaram nesse sentido: PP, PSD, PR, DEM e PRB.
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, defendeu o critério nesta quarta-feira. Segundo ele, “as pessoas mais responsáveis vão entender que a troca de ministros que serão candidatos é boa para o país, mas nem tanto para o governo”.
No 3 em 1 desta quarta-feira, 15, Patrick Santos mediou debate entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira, que discutiram sobre o assunto.
Vera relatou que os partidos da base já escolheram um culpado para a nova crise: o ministro Moreira Franco. Madureira criticou a gestão do peemedebista e disse que eles são reféns do Centrão. Já Andreazza lembrou que, apesar dos problemas, o governo Temer vem conseguindo aprovar importantes reformas.