0:00
0:00

Renan Calheiros reclama da influência de Eduardo Cunha no governo Temer

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2017 19h05
Antônio Cruz/Agência BrasilAntônio Cruz/Agência BrasilEduardo Cunha e Michel temer - AGBR
Brasília - O vice-presidente Michel Temer recebe do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, a Medalha do Mérito Legislativo 2015 (Antonio Cruz/Agência Brasil)

Nesta quinta-feira (9) o 3 em 1 discutiu as queixas do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, sobre a influência de Eduardo Cunha no governo de Michel Temer. O senador afirmou que um núcleo político ligado ao ex-presidente da Câmara, preso em Curitiba, está disputando com o PSDB mais espaço em torno do presidente.

Calheiros acusou o deputado Carlos Marun, do PMDB, de ser o representante de Cunha, tendo negociado as nomeações do deputado André Moura à liderança do Governo no Congresso, de Aguinaldo Ribeiro à liderança do Governo na Câmara, e de Osmar Serraglio ao Ministério da Justiça. Marun rebateu as acusações, e sugeriu que Renan Calheiros está “vendo fantasmas”. O deputado também afirmou que o líder do PMDB no Senado deveria ir para o PSDB.

Carlos Andreazza acredita que Eduardo Cunha continua com poder, apesar de preso, mas entende que a reação do senador Renan Calheiros é uma tentativa de barrar o avanço dos representantes do PMDB na Câmara. Vera Magalhães apontou que Renan Calheiros está querendo manter o poder em outros lugares do Congresso. Marcelo Madureira não se conforma com a influência de Eduardo Cunha no Congresso, apesar de preso.

Confira o debate completo no 3 em 1: