STF adia julgamento de HC de Lula e petista não pode ser preso até lá

  • Por Jovem Pan
  • 23/03/2018 19h32
Rosinei Coutinho/SCO/STFMinistros do STF deram, por 6 votos a 5, uma liminar que proíbe a prisão de Lula até o julgamento do HC

Mais uma polêmica pra conta do Supremo Tribunal Federal.

A Corte adiou para 4 de abril o julgamento do habeas corpus pedido pela defesa do ex-presidente Lula.

Mais do que isso. Os ministros deram, por 6 votos a 5, uma liminar que, até lá, proíbe a prisão do petista.

O pedido de liminar foi solicitado pelo advogado José Roberto Batochio, em razão da suspensão dos trabalhos.

Ele argumentou que seu cliente não poderia ser prejudicado por um atraso no julgamento que não aconteceu por culpa dele.

Os 6 votos favoráveis foram dados por Rosa Weber, Dias Toffoli, Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello.

Votaram contra Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármen Lúcia.

No 3 em 1 desta sexta-feira, 23, Patrick Santos mediou um debate sobre o assunto entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira.

Madureira afirmou ter ficado perplexo, indignado com a sessão de ontem. O “pai Andreazza” fez uma previsão e disse que o Supremo deve negar o habeas corpus de Lula, no dia 4 de abril. Já Vera fez uma análise do cenário eleitoral e disse que “o amor ao Lula vai até a página 2”.