0:00
0:00

Temer demite aliados de deputados traidores: ele deve se preocupar com 2ª denúncia de Janot?

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2017 20h09
Marcos Corrêa/PRDurante o fim de semana, o presidente Michel Temer recebeu no Palácio do Jaburu, em Brasília, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que indicou que a situação para enfrentar uma 2ª denúncia da PGR é ruim

Diante da ameaça de rebelião da base aliada no Congresso, o Palácio do Planalto iniciou uma série de demissões envolvendo aliados dos deputados federais que votaram a favor da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer, que acabou sendo rejeitada pela Câmara.

Para os parlamentares que votaram para livrar o peemedebista da acusação de corrupção, ainda existem faturas a serem pagas. Durante o fim de semana, o presidente Michel Temer recebeu no Palácio do Jaburu, em Brasília, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que indicou que a situação para enfrentar uma 2ª denúncia da PGR é ruim, já que deputados estão insatisfeitos por não terem recebido o que foi prometido.

No 3 em 1 desta segunda-feira, 28, Patrick Santos mediou debate entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira, que discutiram a situação do presidente Michel Temer diante da provável nova denúncia de Rodrigo Janot.

Vera questionou a consistência das novas acusações contra Temer e destacou que o país está parado aguardando o teor dessa denúncia.

Andreazza afirmou que a decisão de Rodrigo Janot é vaidosa, e que ele não consegue unir a vaidade com a consistência.

Confira o debate completo no 3 em 1: