0:00
0:00

Temer perde apoio e Maia surge como possível sucessor da Presidência. É uma boa alternativa?

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2017 19h17
Agência EFEPara Vera Magalhães, o movimento de Rodrigo Maia está ficando mais forte
Nas últimas semanas, Rodrigo Maia começou a admitir para aliados que pode substituir Michel Temer. No entanto, o presidente da Câmara não comenta publicamente essa possibilidade. Hoje, Maia afirmou no Twitter que o atual momento do país pede “tranquilidade e prudência”. Ele ainda destacou que é preciso ajudar o Brasil a sair da crise e defendeu a aprovação das reformas Trabalhista e da Previdência. O presidente Michel Temer está perdendo apoio no Congresso. A maior indefinição é dentro do PSDB, que começa a indicar que pode deixar a base aliada do governo. Enquanto isso, na reunião do G-20, Temer cometeu uma nova gafe. Em um vídeo publicado no Twitter, afirmou que o governo tem feito ‘voltar o desemprego’.
Para Vera Magalhães, o movimento de Rodrigo Maia está ficando mais forte: “Rodrigo Maia percebeu que começou a ficar muito evidente a movimentação dele. Ficou muito evidente que ele já passava a angariar apoio tanto dos partido quanto fora do Congresso.”
Já Carlos Andreazza não acredita que Rodrigo Maia seja a melhor solução para o Brasil. “Rodrigo Maia para um período de transição virtuoso, me parece mais um erro grave de avaliação com um risco muito evidente. Se entra no ambiente da incerteza.”
Marcelo Madureira acredita que “Hoje, você apoiar o governo Temer até o final é mais ou menos como você insistir em ficar no Titanic. Qual é a agenda do governo Temer? E hoje a alternativa do Rodrigo Maia passa a ser palatável”.