Vampeta relembra cambalhotas: “se fosse o Lula, descíamos os dois bêbos”

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2017 14h52
Estadão Conteúdovampeta, cambalhota, pentaEm 2002, Vampeta quebrou todos os protocolos e deu uma série de cambalhotas na rampa do Planalto

Vampeta reviu nesta sexta-feira as históricas cambalhotas na rampa do Planalto, em 2002. O ex-jogador, que não se conteve na comemoração pelo pentacampeonato mundial, relembrou a cena e deu uma divertida declaração. Segundo Vampeta, se o presidente da República na ocasião fosse Lula, e não Fernando Henrique Cardoso, a celebração teria se estendido ao chefe do Executivo.

“Se fosse o Lula, a gente iria descer bêbo os dois”, afirmou Vampeta, durante o Esporte em Discussão desta sexta-feira, na Rádio Jovem Pan. “O Fernando Henrique é da Academia Brasileira de Letras…”, acrescentou, também em tom bem-humorado.

O ex-jogador também revelou que, anos depois, reencontrou Fernando Henrique Cardoso em um jantar oferecido por Ronaldo Fenômeno. Naquela ocasião, de acordo com Vampeta, ambos relembraram as cambalhotas e sorriram juntos.

“Eu falei assim pro Fernando Henrique: ‘presidente, só tem três pessoas que têm história em Brasília: eu, que dei as cambalhotas, o senhor, que era o presidente, e o Juscelino Kubitschek, por tudo o que fez’. Aí ele falou: ‘pô, Vampeta, você estava bêbado, hein?’. Eu respondi: ‘presidente, a gente está bebendo aqui, agora, e a Dilma está liderando todas as pesquisas’. O Ronaldo falou: ‘pô, Vampeta, você não vai fazer isso com os meus convidados, né?!’. Aí o Serra disse que era verdade e todos sorrimos”.

As cambalhotas na rampa do Planalto se tornaram a maior marca da celebração do penta, em 2002. Vampeta tinha “bebido todas” no voo de volta do Japão e, após ser desafiado pelos companheiros de equipe, resolveu homenagear um amigo com uma série de cambalhotas.

Saiba mais detalhes sobre essa divertida história AQUI.