40% das crianças de até seis anos vivem nos piores 26 distritos da capital paulista

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2017 08h02

Marcello Casal Jr./ABr

Em números absolutos, de acordo com o levantamento, 442.929 das 1,1 milhão de crianças de até seis anos que vivem na cidade moram nos 26 piores distritos dentre os 96 da capital paulista

Estudo da Rede Nossa São Paulo aponta que 40% das crianças de até seis anos vivem nos piores 26 distritos da capital paulista.

Em números absolutos, de acordo com o levantamento, 442.929 das 1,1 milhão de crianças de até seis anos que vivem na cidade moram nos 26 piores distritos dentre os 96 da capital paulista.

A análise, divulgada nesta terça-feira, mostra que as crianças destas localidades não estão recebendo os devidos cuidados.

Em entrevista a Carlos Aros, Jorge Abrahão, coordenador-geral da Rede Nossa São Paulo, disse que esta situação compromete diretamente o potencial de evolução das crianças por viverem em áreas com falhas em educação, saúde, segurança e saneamento, por exemplo.

“O mapa traz muito a visão de onde estão, com que qualidade de serviços estão e para que? Para podermos construir programas neste campo das nossas crianças”, explicou.

O Mapa da Desigualdade da Primeira Infância tem como objetivo mostrar as diferenças existentes dentro da cidade de São Paulo e que, segundo Jorge Abrahão, vêm sendo criadas há décadas pela fragilidade nos investimentos.

De acordo com o estudo, as regiões do Grajaú, extremo Sul da capital, e Cachoeirinha, na Zona Norte, encabeçam a lista dos locais mais mencionados negativamente figurando quase sempre entre os piores em indicadores como educação, renda, saneamento e saúde.

A Prefeitura de São Paulo comentou a pesquisa, mas afirmou que ainda não teve acesso ao estudo.

Ainda assim, o município diz que está trabalhando para reduzir as diferenças, criando, por exemplo, mais vagas em creches.

*Informações do repórter Fernando Martins