Após deslizamentos, MP vai investigar segurança da Rodovia Mogi-Bertioga

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2018 06h29
Jonny Ueda/Estadão ConteúdoA 5ª Promotoria de Justiça de Mogi das Cruzes instaurou inquérito civil para averiguar a segurança da SP-098

Ministério Público investiga segurança da Rodovia Mogi-Bertioga após quatro quedas de barreiras neste ano. A estrada continua fechada.

A 5ª Promotoria de Justiça de Mogi das Cruzes instaurou inquérito civil para averiguar a segurança da SP-098, sob alegação de constantes quedas de barreiras ocorridas no trecho da Serra do Mar, na divisa entre os municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga.

A estrada permanece interditada no trecho entre os km 69 e 98, sem previsão de quando será liberada. O tráfego está bloqueado desde o dia 11, após uma rocha de 200 toneladas ocupar a pista, no trecho de serra.

A previsão inicial do DER, Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo, era a liberação no último fim de semana, mas o serviço de limpeza precisou ser interrompido no domingo, em razão de novos deslizamentos.

Como alternativa, os motoristas no sentido São Sebastião, Caraguatatuba e Ubatuba devem usar a Tamoios e a Oswaldo Cruz. Já quem trafega em direção a Guarujá e Bertioga deve seguir pela Anchieta-Imigrantes.

O promotor Leandro Lippi Guimarães considera que as quedas são constantes: quatro vezes somente em 2018, em pontos diferentes da estrada e que os usuários estão correndo riscos, o que fez surgir a necessidade de aprofundar as investigações sobre os fatos.

A Promotoria determinou o envio de ofícios à Defesa Civil de Mogi das Cruzes, Bertioga e do Estado de São Paulo, ao Corpo de Bombeiros, Departamento de Estradas e Rodagens e à Fazenda Estadual pedindo esclarecimentos sobre as quatro quedas de barreira na Rodovia Mogi-Bertioga neste ano. Foi dado prazo de 15 dias para o envio das respostas.

*Informações do repórter Marcelo Mattos