0:00
0:00

Ato no Masp relembra dois anos de chacinas que deixaram 23 mortos na Grande SP

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2017 09h48
Alice Vergueiro/Estadão ConteúdoAlice Vergueiro/Estadão ConteúdoO ato desta manhã foi realizado pela Organização Não-Governamental Rio de Paz e reuniu mães de vítimas das chacinas

Um protesto na Avenida Paulista, na manhã desta sexta-feira (11), relembra os dois anos das chacinas que deixaram 23 mortos e sete feridos entre os dias 8 e 13 de agosto em Osasco, Barueri, Carapicuíba e Itapevi.

Segurando fotos das vítimas e representações de lápides com nomes das vítimas em frente ao Masp, os manifestantes pedem a punição dos responsáveis.

No dia 08 de agosto, seis foram mortos a tiros e uma pessoa ficou ferida em Itapevi, Carapicuíba e Osasco. No dia 13 do mesmo mês, em 2015, mais 17 foram executados e Osasco e Barueri.

Três policiais militares e um guarda civil metropolitano estão presos por 17 das mortes em Osasco e Barueri. Os agentes também respondem por mais sete tentativas de assassinato nos mesmos locais. Os quatro devem ser julgados pelos crimes no dia 18 de setembro no Fórum Criminal de Osasco.

O ato desta manhã foi realizado pela Organização Não-Governamental Rio de Paz e reuniu mães de vítimas das chacinas. Os parentes dos mortos nunca receberam nenhum tipo de indenização.

*Com informações do repórter Fernando Martins