0:00
0:00

Capital paulista pode enfrentar nova paralisação nos transportes na quarta (24)

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2017 07h52
Rovena Rosa/Agência BrasilRovena Rosa/Agência BrasilParalisação
São Paulo - Motoristas e cobradores de ônibus da capital paulista estão parados desde às 10h, em protesto contra o aumento de 2,31% oferecido pelas empresas de ônibus. A categoria reivindica aumento de 5%.(Rovena Rosa/Agência Brasil)

Motoristas e cobradores de ônibus da Capital não entram em acordo com patrões e São Paulo pode enfrentar paralisação na semana que vem.

Em assembleia nesta quinta-feira, o sindicato da categoria decretou estado de greve que pode ser realizada na quarta-feira (24).

Os trabalhadores não aceitaram a nova proposta de reajuste por parte das empresas de ônibus.

O SPUrbanuss, entidade que reúne as empresas de ônibus, ofereceu reajuste de 3,27% nos salários em parcela única e no ticket-refeição.

A proposta anterior era reajuste de 3% nos salários, dividido em duas parcelas de 1,5%, sem proposta de aumento no valor do ticket.

Por outro lado, os trabalhadores pedem 5% de reajuste real nos salários (além da reposição do índice inflacionário), com o mesmo porcentual sobre o vale-refeição.

O Sindmotoristas também quer pagamento de participação nos lucros e resultados.

Os patrões dizem que o índice proposto segue a inflação acumulada pelo Dieese e que não há como pagar participação nos lucros por causa da situação financeira do sistema de transportes na cidade de São Paulo.

Na última terça-feira, os trabalhadores ameaçaram parar a circulação de ônibus durante a tarde; depois de uma reunião na prefeitura, os funcionários decidiram manter o expediente normal.

*Informações do repórter Tiago Muniz