0:00
0:00

Contaminação na Holanda leva mercados da Europa a retirarem ovos de suas prateleiras

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2017 09h22
EFEDescobriu-se que um grupo de produtores da Holanda misturava o Fipronil com outros pesticidas liberados para uso em galinhas para tornar o produto mais eficaz

Supermercados de toda a Europa estão retirando ovos de suas prateleiras depois de um escândalo de contaminação que começou na Holanda.

O caso foi descoberto no início do mês e veio ganhando novas proporções a cada dia. Produtores holandeses são acusados de usar um pesticida chamado Fipronil, que é usado para combater pulgas e piolhos em cães e gatos. Mas o produto químico não pode ser utilizado em animais que estão na cadeia de consumo humana pelas normas de vigilância da União Europeia.

Mas como o continente não está imune às pilantragens que estamos acostumados a ver no Brasil, descobriu-se que um grupo de produtores da Holanda misturava o Fipronil com outros pesticidas liberados para uso em galinhas para tornar o produto mais eficaz.

Quando o caso veio à tona, não houve outra alternativa senão fazer o descarte em massa de ovos ao redor da Europa. Só aqui na Inglaterra, a estimativa é de que 700 mil ovos tenham sido contaminados. Três das maiores redes de supermercados do país esvaziaram suas prateleiras. E como aqui na Inglaterra a venda de comida pronta em supermercados também é muito grande, saladas e sanduíches que foram preparados com ovos holandeses também estão sendo descartados.

Milhões de ovos também foram descartados em países como Alemanha e Bélgica. 180 fazendas holandesas foram fechadas temporariamente por causa deste escândalo. Dois gerentes da empresa responsável pela adulteração já foram presos. Mesmo assim, a Holanda está sendo acusada de tentar acobertar a fraude para proteger seu agronegócio, já que a adulteração teria sido descoberta pelos fiscais locais em novembro do ano passado.

Apesar de toda a comoção, as autoridades europeias alegam que não há risco para a saúde pública e que a contaminação foi pequena. Em tese, um adulto pesando 65 quilos poderia consumir até sete ovos contaminados em 24 horas antes de apresentar os sintomas causados pelo contato com Fipronil, que são náuseas, vômitos, tonturas e dores de cabeça.

De qualquer forma, é um grande constrangimento para a União Europeia que tem padrões bem elevados de vigilância sanitária e controle na produção de alimentos. O que não impediu que uma fraude de grandes proporções ocorresse dentro do bloco.

Confira as informações do correspondente Ulisses Neto: