0:00
0:00

Europa está perplexa com a Itália de Buffon fora da Copa

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan em Londres
  • 14/11/2017 09h45
EFE/DANIEL DAL ZENNAROBuffon abraça técnico Gian Piero Ventura após eliminação da Itália das eliminatórias da Copa do Mundo

Não é exagero dizer que a Europa está perplexa com a eliminação da Itália na disputa por uma vaga na Copa do Mundo do ano que vem.

O resultado contra a Suécia, um zero a zero modorrento em Milão, não chegou a ser exatamente uma surpresa porque esse time da Azurra realmente é muito ruim, o treinador então nem se fala.

Mas ainda assim, será a primeira vez em 60 anos que a Itália não disputará um mundial e isso chocou os europeus em geral. Principalmente por simpatia ao lendário goleiro Gianluigi Buffon, que se aposentou da seleção depois do resultado catastrófico.

Andrea Barzagli e Daniele de Rossi foram outros dois que se aposentaram da seleção e Giorgio Chiellini deve fazer o mesmo em breve.

Os jornais italianos dão a medida de como a Itália está se sentindo hoje. O Gazzetta dello Sport fala em “apocalipse”, o Corriere della Sera resume a catástrofe em sete pontos.

Aqui na Inglaterra, a BBC avalia que fosse necessário que a Itália passasse por essa tragédia nacional para reconstruir o futebol no país que já dominou o esporte no continente, tanto em clubes quanto em seleções, e que hoje claramente ficou para trás.

Brasil

Mas Brasil e Inglaterra não têm nada a ver com isso. Os dois já estão classificados para a Copa e nesta terça (14) fazem um amistoso com casa cheia no estádio de Wembley.

A seleção brasileira vai ter força máxima para esse confronto. Na segunda, havia mais imprensa nas atividades do Brasil que nas da seleção da casa pra se ter uma ideia de como o time pentacampeão do mundo segue chamando a atenção por aqui.