Maia esquiva sobre candidatura e fala em trabalhar com DEM “independente de nome”

  • Por Jovem Pan
  • 09/01/2018 09h25
Lula Marques/AGPTEm entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, Maia disse ser apenas um “ator” do processo político por estar na condição de presidente da Câmara

Após deixar implícito em entrevista ao jornal O Globo de que poderia ser um nome para disputar a eleição presidencial neste ano, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), esquivou-se sobre o tema e não cravou candidatura.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, Maia disse ser apenas um “ator” do processo político por estar na condição de presidente da Câmara. “Não disse que estou entre risco e aventura? Se achasse que tivesse risco, estava me preparando. Como acho que não tem fundamento concreto para candidatura, apenas sou ator desse processo político por ser presidente da Câmara e vou trabalhar para que meu partido e campo ideológico possa construir candidatura vitoriosa em 2018. Independente de nome”, explicou.

Ao ser questionado o motivo da insistência para o nome dele então ser colocado como possibilidade para a Presidência da República, Rodrigo Maia foi categórico: “não sou eu que edito jornais”.

“Quando alguns partidos e algumas pessoas na sociedade tratam do assunto você começa a querer entender o motivo. Partidos me procuraram para avaliar a hipótese. Dialogar, conversar não faz mal a ninguém. O que não pode é qualquer tipo de projeto ser antecipado e prejudicar agenda que comando na Câmara e, principalmente, a da reforma da Previdência”, defendeu.

Maia deixou claro ainda que possui preocupações no campo político-ideológico com a redução dos gastos públicos e modernização do Estado.

Ao falar sobre outros nomes na disputa presidencial, Maia não deixou restrito apenas a nomes do centro como Geraldo Alckmin, Henrique Meirelles e ele, mas citou ainda o apresentador Luciano Huck: “no domingo, Huck deixou a dúvida, seria um bom nome, se fosse colocado”. Ele disse ainda que não adianta mais querer se colar em perfis mais extremos como Lula e Jair Bolsonaro.

Confira a entrevista completa com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia: