Mulher que teve 80% do corpo queimado pelo marido morre em São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2018 06h39
Reprodução/TV GloboO caso foi registrado pela polícia como feminicídio, quando a mulher é morta em crime de ódio motivado pela condição de gênero, e incêndio qualificado

A mulher que foi queimada pelo marido dentro de casa no bairro da Brasilândia, Zona Norte de São Paulo, morreu durante o fim de semana.

Selma Aparecida dos Santos tinha 33 anos e teve 80% do corpo queimado após o ataque na última quinta-feira (12) quando o marido ateou fogo no corpo dela e depois em si próprio, provocando um incêndio na casa.

O caso foi registrado pela polícia como feminicídio, quando a mulher é morta em crime de ódio motivado pela condição de gênero, e incêndio qualificado.

O marido de Selma, autor do crime, foi levado para Hospital Geral Vila Penteado em SP com 85% do corpo queimado.

A Secretaria de Segurança Pública informou no dia do crime que ele foi indiciado e seria preso assim que deixasse o hospital.

*Informações da repórter Neila Carvalho