0:00
0:00

OAB pode reiterar pedido de impeachment de Temer em caso de nova denúncia, diz Lamachia

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2017 06h41
Valter Campanato/Agência BrasilA declaração foi dada nesta quarta-feira (13) no Rio pelo presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia

A Ordem dos Advogados do Brasil está acompanhando de perto estes últimos dias do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que pode apresentar denúncia contra o presidente Michel Temer.

A declaração foi dada nesta quarta-feira (13) no Rio pelo presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia.

Janot deixa a PGR no domingo (17) e disse que enquanto houver bambu, haverá flecha. De modo que, se existirem fatos para uma nova denúncia, o procurador-geral irá realiza-la.

Claudio Lamachia disse que, se fatos novos surgirem nessas eventuais novas denúncias, a OAB pode fazer um novo pedido de impeachment ou um adendo àquele que já foi protocolado à época da primeira denúncia: “se nós tivermos novos elementos que possam eventualmente caracterizar novamente um outro crime de responsabilidade por parte do presidente da República, a OAB não descarta apreciar novamente esse tema e voltar à Câmara com um novo pedido ou até mesmo com um aditamento do que lá já está”.

Nesta quarta-feira a OAB confirmou a suspensão temporária da carteira de advogado do ex-procurador Marcelo Miller. O processo contra ele foi aberto no final de junho. Ele é acusado de fazer jogo duplo e desrespeitar a Constituição, que prevê que juízes e procuradores, ao se desligarem de seus cargos, precisam cumprir quarentena de três anos antes de voltarem a advogar.

*Informações do repórter Rodrigo Viga