Prefeitura de São Paulo aposta no auxílio da população e da iniciativa privada para revitalizar os parques da cidade.

Com orçamento enxuto, a gestão João Doria avalia a possibilidade de conceder a gestão de algumas áreas verdes a partir de 2018.

A cidade tem hoje 107 parques, 97 deles urbanos, os demais naturais e lineares; outros 30 ainda poderão ser assumidos pela administração municipal.

No fim de semana, a Prefeitura anunciou uma parceria com duas empresas para reforma dos banheiros e da Marquise do Parque do Ibirapuera.

A título de doação, a construtora Cyrela vai reformar os 16 sanitários, e a manutenção será realizada pela multinacional Unilever pelo período de um ano.

Falando ao repórter Anderson Costa, o prefeito João Doria destacou que o acordo não prevê nenhuma compensação da Prefeitura para as empresas.

A Prefeitura enfrenta uma batalha judicial com a Cyrela, desde 2013, por causa da criação do Parque Augusta.

O secretário do Verde e do Meio Ambiente, Gilberto Natalini, considerou o apoio da população e das empresas necessário na revitalização dos Parques.

Gilberto Natalini acrescentou ainda que os contratos de manutenção estão sendo analisados, e já prevê economia na gestão.

O orçamento da Secretaria do Verde para este ano é de cerca de R$ 200 milhões, porém, apenas R$ 180 milhões poderão ser gastos.

Confira a reportagem completa: