0:00
0:00

Prefeitura e Estado de SP irão recorrer de liminar que suspendeu reajuste tarifário

  • Por Jovem Pan
  • 12/01/2017 07h08
Paulo Pinto/Fotos PúblicasPaulo Pinto/Fotos PúblicasMetrô

Prefeitura de São Paulo e governo estadual irão recorrer da decisão que suspendeu o aumento da tarifa da integração entre ônibus, trem e Metrô e bilhetes únicos 24 horas e mensais.

O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a decisão liminar que suspende o aumento da tarifa de integração no transporte público da cidade de São Paulo.

Em coletiva nesta quarta-feira, o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Clodoaldo Pelissioni, informou que irão recorrer da decisão, pois a redução no desconto é a medida que menos impacta os usuários. “A medida judicial que caberá para recorrer para tentar subestabelecer a nossa política que é a melhor. A maioria da população não será atingida”, defendeu.

Segundo Pelissioni, se a decisão judicial for mantida, sérios problemas fiscais e financeiros ocorrerão, pois a suspensão do reajuste causa impacto financeiro de aproximadamente de R$ 220 milhões.

Sérgio Avelleda, secretário de transportes do município, anunciou que a Prefeitura vai entrar no recurso estadual como “interessada” porque a medida judicial também atingiu o transporte municipal. “Apesar da decisão excluir a Prefeitura, ela atinge uma tabela publicada pelo Estado que incluía as nossas tarifas”, disse.

Estado e município acreditam que conseguirão convencer a justiça com os laudos e estudos sobre os custos da operação para reverter a decisão.

Ainda não há um plano secundário caso a decisão seja mantida e não há definição se as gratuidades para idosos entre 60 e 64 anos, estudantes e o valor do bilhete comum podem ser alterados.

Os valores antigos das tarifas de integração voltaram a vigorar nesta quarta-feira (11) em São Paulo.

Com isso, o bilhete de integração ônibus + Metrô/CPTM volta ao valor de R$ 5,92, o bilhete mensal comum volta para R$ 140, e o integrado para R$ 230.

*Informações do repórter Fernando Martins