0:00
0:00

Setores do Congresso querem evitar reações contra operações como a Lava Jato

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2017 06h16

EFE/Joédson Alves

Na contramão de grupos de deputados e senadores, setores do Congresso decidem resistir aos colegas e evitar a reação contra operações como a Lava Jato

Na contramão de grupos de deputados e senadores, setores do Congresso decidem resistir aos colegas e evitar a reação contra operações como a Lava Jato. São projetos que limitam as investigações, como a proibição de acordo de delação premiada em caso de presos, a regulamentação do abuso de poder, e a nova tentativa de mudar a interpretação do Supremo Tribunal Federal sobre a aplicação da lei ficha limpa para condenações anteriores à sanção da lei.

As duas decisões da Câmara que impediram a abertura dos processos contra o presidente Michel Temer no Supremo serviram de base para a articulação contra o andamento das investigações.

O Ministério Público reagiu e entrou na disputa. Além desta denúncia, representantes dos procuradores procuram, na Câmara, deputados na tentativa de barrar esse processo em andamento contra as investigações.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi procurado e teria garantido que não vai pautar esses projetos para os próximos dias.

*Informações do repórter José Maria Trindade