0:00
0:00

Temer leva ao Congresso PL que reduz a proteção da Floresta Nacional do Jamanxim

  • Por Jovem Pan
  • 28/07/2017 06h26
EFE/Joédson AlvesEFE/Joédson AlvesEsta é a segunda semana consecutiva que o Governo Temer anuncia medidas simpáticas aos ruralistas

Há pouco mais de um mês, o Presidente Michel Temer “tuitava” para a modelo Gisele Bündchen para dizer o que muitos ambientalistas queriam ouvir: ele iria vetar uma medida provisória que reduzia a área de proteção da Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará.

Agora, porém, o Presidente parece ter mudado de ideia. Ele mandou ao Congresso um projeto de Lei que faz exatamente o contrário: transfere para Área de Proteção Ambiental 354 mil hectares do Jamanxim.

A proposta do Executivo é ainda mais ambiciosa do que a medida provisória anteriormente vetada, quando seriam transferidos para esta modalidade 305 mil hectares.

E esta alteração já foi alvo de protesto internacional porque ao passar um território para uma Área de Proteção Ambiental, o Governo está, na prática, permitindo atividades como a pecuária e a agricultura ali.

Nesta quinta-feira (27), ambientalistas divulgaram uma nota técnica em que explicam aos parlamentares as razões pelas quais a proposta precisa ser vetada.

O especialista em Políticas Públicas, no braço Brasileiro do Fundo Mundial para a Natureza, o WWF, Jaime Gesisky, explicou que a proposta do executivo é tornar legal as ilegalidades que vêm sendo praticadas na área: “como Governo naquela época não implementou ações estruturais e virou as costas para essa região, as pessoas foram ocupando e desmatando”.

Esta é a segunda semana consecutiva que o Governo Temer anuncia medidas simpáticas aos ruralistas. Na semana passada, um decreto do presidente travou o andamento de 748 processos de demarcação de terras no País.

A bancada ruralista na Câmara tem mais de 200 deputados.

*Informações da repórter Helen Braun