Trem para Cumbica começa a funcionar em operação assistida

  • Por Jovem Pan
  • 31/03/2018 08h11
WILLIAN MOREIRA/ESTADÃO CONTEÚDOTrem Expresso para o Aeroporto de Guarulhos entra em operação em aproximadamente 90 dias

Em funcionamento a partir deste sábado (31), o trem para o Aeroporto Internacional de São Paulo, fará a ligação entre a capital paulista e Guarulhos em operação assistida. O secretário dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni explica como será o início da atividade dos trens.

“São três estações, Engenheiro Goulart, que fará a integração com a linha 12, Cecap e Aeroporto. No primeiro mês começa a operação assistida gratuita aos sábados e domingos, das 10h às 15h. No mês de maio teremos a Operação assistida todos os dias, também gratuito e das 10h às 15h. Já em junho está prevista a operação comercial das 4h40 à meia noite”, destacou Pelissioni.

Já o trem expresso ao aeroporto de Cumbica fará a ligação a partir da Estação da Luz, nos horários de maior movimento e deverá entrar em operação em aproximadamente 90 dias. “Teremos quatro horários e o trem sairá da Luz, sem paradas, e levará 32 minutos. Teremos dois outros serviços, o normal que opera na linhas 12 e troca de estação na Engenheiro Goulart, e também o Conecte do Brás, sem precisar trocar de trem e com cinco estações”, completou o secretário.

A tarifa normal será de 4 reais, já para o trem expresso 8 reais. A obra que tem o maior viaduto estaiado em curva ferroviária do mundo com 690 metros custou mais de 2 bilhões de reais.

Passageiro ainda terá que pegar ônibus

Embora o trem facilite o trajeto até o Aeroporto Internacional de Guarulhos, os passageiros precisarão pegar um ônibus para chegar aos Terminais 2 e 3, destinados ao embarque nacional e internacional, respectivamente. Tudo porque a obra havia sido projetada para desembarque no Terminal 3, mas a concessão à iniciativa privada fez com que a chegada fosse pela Terminal 1.  Então será preciso atravessar a passarela e tomar um ônibus que fará o trajeto de forma gratuita.

*Com informações do repórter Daniel Lian