Trump envia proposta de orçamento e quer “conjunto agressivo de reformas”

  • Por Jovem Pan
  • 13/02/2018 10h59
EFE/ Michael ReynoldsPresidente Donald Trump fala sobre novo plano trilionário para a infraestrutura, parte dele incluso na proposta de orçamento apresentada nesta segunda (12)

O presidente Donald Trump apresentou nesta segunda (12) ao Congresso dos Estados Unidos a proposta de orçamento para o ano fiscal de 2019.

O plano do republicano é investir US$ 200 bilhões de dólares em fundos federais para estimular o gasto público, a fim de reparar a infraestrutura do país, focando em ruas, estradas, portos e aeroportos.

O valor está incluído em um plano para “reconstruir a desmoronada infraestrutura” do país, que procura mobilizar até US$ 1,5 trilhão nos próximos dez anos, combinando fundos federais e estaduais com incentivos para o setor privado.

Em várias partes da proposta, Trump culpa o estado “em ruínas” das estradas norte-americanas por impedir que a economia do país alcance outros níveis.

Em primeiro lugar, Trump quer gastar metade desses US$ 200 bilhões em investimentos em nível local, de modo que o governo possa dar um empurrão final de financiamento aos estados e localidades aos que precisem completar o orçamento de um projeto já em andamento.

O Executivo também quer investir US$ 50 bilhões em zonas rurais, como acesso a internet banda larga, e outros US$ 20 bilhões em “programas transformadores” e que reflitam uma “visão de futuro”. “As pessoas das áreas rurais têm ficado para trás”, afirmou Trump em seu discurso.

Além disso, o plano dedicará US$ 20 bilhões para expandir seu atual programa de empréstimos e bônus para empresas privadas com o qual atualmente são financiadas atividades para a renovação de infraestruturas de transporte e de água, entre outros.

Gastos militares

O republicano também quer aumentar gastos com militares, segurança nas fronteiras e cuidados médicos para veteranos de guerra.

A Casa Branca ainda detalhou medidas para reduzir o déficit em US$ 3 trilhões de dólares na próxima década por meio de um “conjunto agressivo de reformas de gastos”.

No Twitter, o presidente aproveitou para alfinetar a gestão anterior e criticar os gastos excessivos no Oriente Médio. “Depois de gastar estupidamente $ 7 trilhões no Oriente Médio, é gora de investir em NOSSO País!”, escreveu o republicano.

Donald Trump agora busca apoio de funcionários de estatais e locais a fim de garantir apoio para a iniciativa.

Nesta terça (13) o presidente americano voltou a tuitar sobre o assunto e disse que os democratas deveriam também apoiar o projeto que prevê mais gastos em infraestrutura.

Com informações de Matheus Meirelles ao Jornal da Manhã e dados complementares da Agência EFE