0:00
0:00

Pedido de cartão de vaga para portadores de necessidades especiais cresce mais de 300%

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2017 15h56
Joel Rocha/SMCSDiante da necessidade do cartão, o número de solicitações do cartão aumentou em mais de 300%, segundo o diretor do Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV), Edson Caran

O motorista idoso ou com necessidades especiais precisa ter o cartão de identificação no painel do veículo para estacionar nas vagas especiais destinadas aos cidadãos que têm esse direito. Diante da necessidade deste objeto, o número de solicitações do cartão aumentou mais de 300%, segundo o diretor do Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV), Edson Caran, em entrevista exclusiva à Jovem Pan.

“O aumento foi de aproximadamente 333% em cima daquilo que a gente tinha. O normal eram 300 cartões por dia e estamos atendendo a mais de 1.300 cartões por dia. Isso congestionou, não só o sistema, como também a própria estrutura do DSV”, contou o diretor do DSV.

Caran informou ainda que foram criados pontos descentralizados como o Departamento de Transportes Públicos (DTP), que começou a funcionar nesta quarta no bairro do Pari, e o outro na Prefeitura Regional de Pinheiros e também a de Aricanduva.

O diretor do DSV disse ainda que, no momento, as pessoas que estão buscando o seu cartão para idoso ou necessidades especiais está demorando cerca de 30 minutos para sair do local com o seu.

“Não vou dizer que não tem o problema de fila, sempre vai ter uma espera. Porque você tem a questão do tempo de triagem pra ver em qual setor você se enquadra, e você tem o tempo de espera de análise da documentação e da confecção do próprio cartão. Então, sempre uma espera vai ter. A espera não é longa e o pessoal que está indo lá hoje, por exemplo, tá saindo super satisfeito porque está perdendo meia hora”, afirmou Caran.

*As informações são do repórter Caio Rocha