0:00
0:00

“Leia o rótulo”, alerta jornalista especializada em alimentação

  • Por Jovem Pan
  • 22/04/2014 11h01
Francine Lima no Morning Show

Com a vida cada vez mais agitada, fomos perdendo o hábito de cozinhar nossos alimentos. Assim, os industrializados foram tomando conta de nossas dispensas e dos nossos lanches durante o dia.

A jornalista Francine Lima tem uma dica: quanto mais próximo da “receita da vovó”, mas saudável o alimento. Formada em Jornalismo pela ECA, ela trabalha com o tema desde o trabalho de conclusão de curso. O interesse surgiu quando a moça do interior veio estudar em São Paulo e deixou para trás a comida feita pela mãe. Na capital, percebeu que a alimentação dos colegas era muito menos natural do que a que tinha em casa. 

Em entrevista ao Morning Show, ela falou da importância de comer comida. “[No rótulo] quando começam aqueles nomes esquisitos, não é mais comida”, explicou. 

Quem quer ter uma alimentação livre de corantes, conservantes e agrotóxicos, geralmente vê nos orgânicos uma solução. Mas a jornalista alerta: “ser orgânico não necessariamente significa que o alimento é saudável.” Isto porque, apesar de serem livres de industrialização, eles ainda podem conter muito açúcar, por exemplo.

A dica de Francine é ler o rótulo. “Sempre leia a lista de ingredientes”, sugere. Em seu canal no Youtube, no qual compartilha vídeos sobre alimentação, ela usa como slogan uma frase que resume bem o seu modo de pensar: “você é o que você sabe sobre o que come”.

Ouça a entrevista na íntegra!