0:00
0:00

Projeto de poder do PMDB? Delator diz que Temer pediu “comissão” de R$ 20 mi para campanhas

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2017 21h34 - Atualizado em 29/06/2017 01h00
Brasília- DF 22-06-2016 Presidente interino, Michel Temer, durante Cerimônia de posse do novo presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE, senhor Paulo Rabello de Castro Foto Lula Marques/Agência PTLula Marques/Agência PTMichel Temer - Agência PT

Em depoimento à Polícia Federal, o doleiro Lúcio Funaro afirmou que o presidente Michel Temer orientou a distribuição de R$ 20 milhões desviados dos cofres públicos para campanhas eleitorais. Lúcio Funaro destacou ainda que, entre 2010 e 2014, o esquema do qual Temer participou destinou R$ 100 milhões às campanhas do PMDB.

Outras figuras do partido também foram citadas como beneficiárias do esquema. Entre eles: o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, os ex-ministros Geddel Vieira Lima e Henrique Alves, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, e o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade.

Os comentaristas do programa “3 em 1” analisaram o fato.

Vera Magalhães diz que grupos empresariais não enriqueceram graças ao PMDB, mas sim graças ao Partido dos Trabalhadores.

Carlos Andreazza afirma que o projeto de poder de tomada do Estado é do PT, e que o interesse do PMDB é ter dinheiro e cargos.

Marcelo Madureira analisa que antes do crescimento do PT, o PMDB sempre foi o partido mais capilarizado do Brasil.

Confira o debate completo no 3 em 1: