Bolsonaro admite ‘possibilidade estratégica’ de não ir a debates com Haddad

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2018 19h30
EFEDeclaração foi feita em encontro com apoiadores em hotel no Rio de Janeiro

O candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) admitiu que considera a possibilidade de não ir a nenhum debate com Fernando Haddad (PT), seu concorrente no segundo turno das eleições. “Existe a possibilidade, sim, estratégica”, disse em encontro com apoiadores nesta quinta-feira (11) no Rio de Janeiro.

Nesta semana, ele confirmou que não participaria dos primeiros três debates por recomendações médicas. Segundo a junta de médicos que o acompanha desde que foi vítima de uma facada, no mês passado, o ex-capitão do Exército ainda tem anemia, motivo pelo qual deve evitar esses eventos. Os debates foram cancelados.

Apesar de não debater diretamente com o petista, Bolsonaro o atacou. “O Haddad fica me desafiando: quero que você diga o que fez por 28 anos no Parlamento. Vou responder agora: não roubei ninguém”, disse. E emendou: “Como presidente, você aceitaria que o crime organizado continuasse sendo comandado de dentro dos presídios?”.

Jair Bolsonaro participou de apenas dois debates desde o começo da campanha. Também por recomendações médicas, ele cancelou as participações em outros cinco que aconteceram até a votação do último domingo (7). Entretanto, concedeu entrevistas para Rádio Jovem Pan, TV Bandeirantes, RedeTV!, Globo e RecordTV, além de fazer lives diárias em sua página no Facebook.

*Com Estadão Conteúdo