Bolsonaro cita dois possíveis nomes para sua eventual equipe ministerial

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2018 18h55
Jovem Pan"Não aceitar indicações é a única maneira de resgatar a credibilidade", disse

Na entrevista cedida a Augusto Nunes nesta segunda-feira (24), o candidato Jair Bolsonaro (PSL) citou dois nomes que podem compor sua equipe ministerial caso seja eleito: o coronel da aeronáutica e astronauta Marcos Pontes e o deputado Onyx Lorenzoni (DEM). O primeiro seria responsável pelo Ministério da Ciência e Tecnologia; o segundo, para a Casa Civil.

Os nomes surgiram quando o candidato foi questionado sobre as alianças que aceitaria fazer em seu eventual governo. “Não vai existir isso aí. Não vou dizer que não tem bons parlamentares em vários partidos. Tem gente honesta na Câmara. Mas não vai ser esse o critério, vai ser competência. Eu quero, por exemplo, um ministro de Ciência e Tecnologia voltado a pesquisa, inovação. Tem um nome de longe que a gente pensa. Não sei se seria o mais adequado ou não, porque é um pouco inexperiente ainda”, disse, citando Marcos.

“Precisamos fazer política de verdade. Essa maneira de não aceitar indicações é a única maneira de resgatar a credibilidade. Não tem como aceitar indicação. O Lorenzoni, por exemplo, no meu entender, seria um excelente chefe da Casa Civil. Mas não é indicação partidária. É mérito dele. Ele vestiu essa camisa comigo, passou por um momento difícil, então é uma pessoa adequada para estar lá. Não é dar as costas ao parlamento, mas atender ao parlamentar”, concluiu.