Jair Bolsonaro recebe alta e deixa o hospital sem falar com a imprensa

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2018 14h00
Jovem PanCandidato estava internado há 23 dias

O candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) recebeu alta e deixou o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, por volta das 13h45 deste sábado (29). Ele estava internado desde que sofreu um ataque à faca no dia 6 de setembro em ato de campanha realizado pelas ruas de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Durante o dia, diversos jornalistas e apoiadores se aglomeraram na portaria principal da instituição à espera do deputado. Ele optou, no entanto, por sair pela porta de trás, sem fazer nenhuma declaração. Logo em seguida, escoltado por carros e motos da Polícia Militar, dirigiu-se ao Aeroporto de Congonhas para pegar um voo de carreira para o Rio de Janeiro.

O presidenciável continuará em recuperação na casa de sua família em um condomínio na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, e não deve voltar à campanha de rua antes da votação do primeiro turno. Ainda não se sabe se participará de debates e entrevistas.

Também neste sábado, mulheres que aderiram à campanha #EleNão nas redes sociais foram às ruas para protestar contra o candidato. Foram marcados atos em todo o Brasil e em algumas cidades fora do país, como Nova York (EUA), Londres (Inglaterra), Berlim (Alemanha) e Sydney (Austrália). Como resposta, também aconteceram manifestações de eleitoras a favor do ex-capitão da reserva.

Sobre a internação

Após o ataque, Bolsonaro foi encaminhado rapidamente à Santa Casa de Juiz de Fora para receber os primeiros socorros. No dia seguinte, 7, aconteceu a transferência ao Einstein. Durante esses 23 dias internado, passou por duas cirurgias. Na primeira, estancou a hemorragia interna; na segunda, corrigiu uma complicação no intestino.

O último boletim médico, divulgado pelo hospital por volta das 14h, informou apenas que “o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, internado desde 07 de setembro no Hospital Israelita Albert Einstein, recebeu alta hospitalar nesta manhã às 10h”. Assinaram Dr. Antônio Luiz Macedo, cirurgião, Dr. Leandro Echenique, clínico e cardiologista, e Dr. Miguel Cendoroglo, Diretor Superintendente.