Lula escolhe Haddad para disputar Presidência e já tem frase de efeito

  • Por Jovem Pan
  • 29/06/2018 09h11
EFE/Sebastião MoreiraHaddad deverá dizer "eu sou Lula"

De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em 2ª instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, portanto inelegível de acordo com a Lei da Ficha Limpa, escolheu o ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad como o nome do PT para concorrer à Presidência.

O Partido dos Trabalhadores, no entanto, deve manter a estratégia de manter a pré-candidatura de Lula e registrá-la, sustentando a campanha sobre o líder petista até que a Justiça Eleitoral impugne sua pretensão eleitoral.

Segundo o jornalista Mauricio Lima, da Veja, já há até duas frases de efeito elaboradas para fortalecer a transferência de votos do ex-presidente para o ex-ministro. Lula declararia, no tempo de TV da sigla: “Eu, Lula, sou Haddad”. Ao que o ex-prefeito deverá responder: “Eu, Haddad, sou Lula”.

Lula, hoje, ainda lidera as pesquisas de intenção de votos quando é colocado como um possível candidato. No último levantamento do IBGE, no cenário sem Lula, Haddad aparece com apenas 2% das intenções de voto, mas o cenário inclui outros nomes de esquerda que podem se aglutinar em torno do PT, como Manuela D’Ávila (PCdoB, com 1%) e Guilherme Boulos (PSOL, com 1%). Além disso, Fernando Haddad ainda não foi lançado como nome oficial do ex-presidente. E não deve ser tão cedo, uma vez que o PT promete insistir, no discurso, na pré-candidatura de Lula.