Carnaval 2019: os 7 blocos de rua mais divertidos de SP

Em parceria com o aplicativo Blocos de Rua, a Jovem Pan elegeu os 7 melhores blocos de São Paulo para você reunir a galera, dançar, beber um negocinho, se jogar no glitter e ainda pagar de ‘diferentão’.

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2019 11h48
Divulgação/Fernando Maia/Riotur De Ariana Grande a Amélie Pulando: opções não faltam para o Carnaval de rua de SP 2019

Já não é de hoje que o Carnaval de rua de São Paulo deixou de ser a segunda opção para quem não quer enfrentar o trânsito para a praia ou para quem não conseguiu ir para Rio de Janeiro, Bahia, Recife… Não é motivo de vergonha escolher ficar em terras paulistanas para aproveitar os trios – e opções não faltam!

É fã de música eletrônica? Tem bloco para isso. Tá afim de pular carnaval na Praça da Sé? Também tem. Que tal dar um pulinho em Pinheiros para ouvir marchinhas em Francês? Acredite se quiser. Ou você gosta mesmo é de cantar Ariana Grande o ano todo? Já pensou fazer tudo isso e ainda voltar para casa antes do metrô fechar?

Pensando nisso, em parceria com o aplicativo Blocos de Rua, a Jovem Pan elegeu os 7 melhores blocos de São Paulo para você reunir a galera, dançar, se jogar no glitter e ainda ser ‘diferentão’.

Confira abaixo:

Unidos do BPM

O primeiro bloco de música eletrônica de São Paulo ostenta esse título com muito orgulho há 4 anos. Focado apenas em música eletrônica, o bloco invade o centro de São Paulo com muito techno e house. Fundado em 2016, ele já tem local de concentração esse ano: a Praça da Sé.

Onde: Praça da Sé
Quando: 2 de março, 16h
Por que: Já imaginou um trio eletrônico no centro velho? Pois é.

O Fabuloso Bloco Amélie Pulando

Nós amamos um bom trocadilho, principalmente no Carnaval. Por isso, o inusitado bloco dos amantes da sétima arte (alô, Maurílio) nos cativou de primeira. Por lá, a banda Quartier Latin tocará muitas músicas de carnaval cantadas em francês! Sério, não tem como ficar mais diferentão que isso.

Onde: Pinheiros – Rua Vupabussu, 196
Quando: 23 de fevereiro, 15h
Por que: Carnaval em francês? Quero!

Pilantragi

Que tal pular carnaval no meio de uma mistura democrática?! Ao som de muita brasilidade, o bloco já virou até festival. Em sua oitava edição, promete uma festa recheada de MPB, soul e funk com muita energia pra ninguém botar defeito. Vamos voltar à Pilantragi, podemos?

Onde: Indefinido
Quando: 24 de fevereiro, 13h
Por que: Um dos blocos mais tradicionais e democráticos da cidade. Me chama que eu vou!

Meu Santo é POP

Gays, glitter, lésbicas, fantasias coloridas, bissexuais, transsexuais e muita gente feliz da vida por estar ouvindo música boa! Um bloco que recria a cena gay noturna da cidade conhecida por ostentar uma das maiores paradas LGBT+ do mundo! Ah, ano passado a diva pop-drag Aretuza Lovi passou por lá. Que tal?

Onde: Largo do Arouche
Quando: 9 de março, 13h
Por que: Ouvir pop cheio de glitter? Sim, por favor!

Nu’Interessa

Prepare seu batuque imaginário! Está aí um ‘bloquinho’ de alma interiorana no coração da Vila Madalena cheio de enredos irreverentes e marchinhas consagradas. Em sua 15ª edição em solo paulistano, é uma ótima pedida para as famílias aproveitarem a descontração da melhor época do ano!

Onde: Vila Madalena – Rua Filinto de Almeida, 50
Quando: 23 de fevereiro, 13h
Por que: Jorge Ben, bateria e confete. Precisa de mais?

Ritaleena

Está na hora de tirar a peruca vermelha do armário. O Ritaleena estará mais uma vez em Pinheiros para lançar muita alegria sobre as ovelhas negras deste Carnaval. Com música ao vivo, o bloco é atração para todas os públicos e idades, até para quem não conhece os sucessos da nossa rebelde preferida.

Onde: Mooca
Quando: 23 de fevereiro, 14h
Por que: Manda mais Tropicália que está pouco!

Domingo ela não vai

Vai, vai, vai! Não sei vocês, mas a gente acha impossível ouvir esse nome e não sair por aí arriscando uns passos de axé. Por isso, segure o tchan, vista seu melhor figurino anos 90, decore as frases do Compadre Washington e caia na farra com esse bloco que é tudo menos ordinário!

Onde: Pinheiros – Rua Inácio Pereira da Rocha, 170
Quando: 24 de fevereiro, 16h
Por que: Etcha festa danaaaaaaaaaaada!