“Achei que morreria cedo”, diz Anthony Hopkins sobre luta contra o alcoolismo

  • Por Jovem Pan
  • 26/07/2018 16h59
ReproduçãoAnthony Hopkins em cena da série "Westworld", da HBO

Vencedor do Oscar de 1992 por “O Silêncio dos Inocentes”, Anthony Hopkins teve uma difícil luta contra o alcoolismo que marcou sua carreira e vida pessoal. Em evento para a LEAP Foundation, organização que busca inspirar jovens a perseguirem seus sonhos, o ator lembrou de como superou o vício.

“Quando você está no meio teatral é isso o que as pessoas fazem: elas bebem. Eu me tornei uma pessoa com quem era muito difícil se trabalhar porque ou eu estava bêbado ou de ressaca”, lembrou. “Eu estava com nojo de mim mesmo e sabia que era um perigo para mim e aqueles ao meu redor”.

O momento de virada para Hopkins veio em 1975, durante uma reunião dos Alcoólicos Anônimos, quando uma mulher questionou “por que você simplesmente não confia em Deus?”.

“Acredito que somos capazes de tantas coisas como seres humanos. Digo isso por causa da vida que levei. Ainda não consigo acreditar que vivo do jeito que vivo hoje. Achei que morreria cedo, no país de Gales, bêbado”, falou. “A verdade é que podemos nos convencer disso, uma morte prematura, ou podemos nos convencer a buscar a melhor vida que pudermos. Nada do que aconteceu comigo foi um erro, tudo foi destino”, finalizou o ator que está com 80 anos.