Após episódio de Silvio Santos com Claudia Leitte, famosas se unem contra assédio

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2018 08h59
Reprodução/ Instagram A arte acompanha o texto em manifesto contra todo e qualquer tipo de assédio "Veja bem, Silvio, roupa não é convite", elas dizem

Unidas em uma corrente contra todo e qualquer tipo de assédio, personalidades como Bruna Marquezine, Camila Pitanga, Sophie Charlotte, Patrícia Pillar, Juliana Alves, Leandra Leal, Bruna Linzmeyer, escreveram um manifesto repudiando a atitude constrangedora de Silvio Santos com a cantora Claudia Leitte.

O movimento, que tem como objetivo mostrar a força e empatia das mulheres, pede respeito e usa dizeres como “não nos calaremos. Nos acolheremos”. As publicações acompanham o desabafo de Claudia Leitte após o ocorrido.

Confira o manifesto completo:

“Quando em rede nacional e durante um programa social, um apresentador assedia uma cantora, podemos ver como essa violência é normalizada na nossa sociedade. Tão normalizada que muitas de nós não sabem como reagir. A vergonha, o medo da retaliação e a exposição nos paralisam. Mas é preciso lembrar: ISSO NÃO É NORMAL. E o fato disso estar na TV só desencadeia um efeito devastador para outras milhões de mulheres que sofrem essa mesma violência.
Veja bem, Silvio, roupa não é convite. Respeito.
Não nos calaremos. Nos acolheremos. #ChegaDeAssédio

No último sábado (10), durante o Teleton, Claudia Leite passou um momento de extremo desconforto quando subiu ao palco para cantar o seu mais novo hit “Balancinho”. Cláudia, esbanjando simpatia, foi abraçar o dono do SBT antes de cantar, ele então retorna o gesto com uma frase constrangedora: “Esse negócio de ficar dando abraço me excita”. Sem jeito, a cantora da uma oportunidade para o apresentador reavaliar o tom da brincadeira dizendo “uma excitação no sentido de euforia, alegria né”. Mesmo com a oportunidade, Silvio optou em continuar o discurso: “Não. Excitação de ficar excitado mesmo”.

Movimento “Mexeu com uma mexeu com todas”

A união de personalidades contra o assédio fez surgir o manifesto “mexeu com uma mexeu com todas”, após denúncia de caso de assédio do ator José Mayer, em abril de 2017. Desde então, as mulheres da mídia usam as redes sociais para mostrar repúdio contra o machismo e prestar solidariedade para a vítima.