Atriz de ‘Game of Thrones’ acusa Harvey Weinstein de prejudicar sua carreira

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2019 07h52
Divulgação/HBOLena Headey, hoje, está no ar como Cersei Lannister em "Game of Thrones"

Lena Headey, conhecida por dar vida a Cersei Lannister em “Game of Thrones“, afirmou que teve a sua carreira prejudicada após ter negado fazer sexo com Harvey Weinstein. Em entrevista, ela abriu o jogo em como o controverso produtor de cinema – que foi acusado de assédio por dezenas de mulheres – teve um impacto negativo em seu sucesso.

“Depois de [Weinstein] ter sido descoberto como um escroto, em uma escala maior do que só eu sabendo, eu comecei a pensar, ‘P**ra, talvez por eu não ter transado com ele, isso impactou uma década da minha carreira'”, disse Lena ao The Sunday Times.

Headey explicou que chegou a trabalhar em dois projetos para a empresa Miramax, de Weinstein, “antes desses incidentes [de acusações dela de assédio]”, mas que, depois disso, não teve “nada”.

A atriz de GoT acusou Harvey em 2017, em meio a diversas outras suspeitas de estupro, assédio sexual e má conduta contra ele.

Em 2005, durante o Festival de Cinema de Veneza, Lena disse que ele a chamou para “andar ao redor da água” e, então, “parou e fez comentários sugestivos”. Ela afirmou que riu, na ocasião, e respondeu que seria “como beijar meu pai”.

Depois disso, Harvey teria ficado “furioso” e rompido relações com ela.

Weinstein foi processado por estupro em 2018 – algo que ele nega ter cometido.