Após confusão, ex-mulher de Alexandre Frota faz postagens enigmáticas na web

  • Por Jovem Pan
  • 11/10/2018 14h49
Reprodução Facebook "Aprendi que as decisões mais importantes não são julgadas no 'certo ou errado', mas se trará paz ou não", afirmou Samantha

A personal trainer Samantha Gondim preferiu ficar imparcial em relação à discussão travada entre o recém-eleito deputado federal Alexandre Frota e o filho Mayã Frota. Morando com o rapaz na Bélgica, Samantha foi até as redes sociais e divulgou um texto, sem citar nomes, dizendo que aprendeu a criar “pontes” que a levam para o “lado do amor, da verdade e da justiça de Deus, que por sinal nunca jamais falhou e nunca falhará”.

“Outrora, a opinião e o julgamento dos outros me moviam e me incomodavam muito, mas no decorrer da minha caminhada, fui aprendendo que a voz que valia a pena ser ouvida era a voz da minha consciência, pois no caminho da verdade, não da para se sentir em confusão! E a respeito da voz da consciência, aprendi que as decisões mais importantes não são julgadas no ‘certo ou errado’, mas no fato de sabermos se irá te trazer paz ou não”, escreveu.

“Existem muitas, quase a maioria das pessoas que reagem aos fatos e as opiniões da sociedade de uma forma que percebemos que suas consciências foram roubadas, cauterizadas, massacradas pelo conformismo, pelas dores que foram impostas a sofrerem, pelo despreparo a enfrentar a vida e principalmente por sempre estarem à mercê da opinião e do julgamento dos outros, e algumas poucas outras, que aprenderam a reagir transformando todo julgamento, todo ódio e toda dor em antídoto contra o veneno. E ao invés de criarem muros de proteção, criaram pontes para passar para o outro lado de lá, o lado do amor, da verdade e da justiça de Deus, que por sinal nunca jamais falhou e nunca falhará. Sem mais!”, completou.

A Briga 

Logo depois que Frota oi eleito, Mayã, usou as redes para desabafar sobre seu descontentamento e disse que o pai era apenas um “ex-ator pornô e ex-viciado em cocaína”. Alexandre Frota não deixou quieto e respondeu o menino dizendo que foi com o “dinheiro do pornô” que o filho “comeu, bebeu e se vestiu”.

Frota, apesar de ter registrado, nunca conviveu com o menino. Nas postagens do garoto, o pai ainda é acusado de não pagar a pensão alimentícia requerida na Justiça e de ter sugerido a Samatha que o abortasse durante a gravidez.