Em biografia, Leo Dias conta que Anitta deve se despedir dos palcos ‘em breve’

  • Por Eduardo F. Filho
  • 11/10/2018 07h00 - Atualizado em 10/10/2018 20h07
Reprodução/ InstagramJornalista revelou detalhes do projeto em primeiro mão

Em entrevista à Jovem Pan para falar sobre a semana que ficou internado lutando contra seu vício em cocaína, o apresentador e jornalista Leo Dias contou também detalhes do livro bibliográfico não-autorizado que está escrevendo sobre a cantora Anitta. Ele revelou com exclusividade, por exemplo, que o último capítulo trará a data em que a indicada ao Grammy Latino deste ano dará adeus aos palcos. E não deve demorar tanto.

“Ela já tem data para encerrar a carreira e será em breve. Nós colocamos isso no último capitulo”, diz, cheio de mistério. “Eu não vou falar mais nada, gente, já estou falando muito”.

Esperado para ser lançado em janeiro do ano que vem, “Furacão Anitta” trará informações da vida da artista desde antes de seu nascimento na Paraíba até se tornar a nacional e internacionalmente conhecida Anitta. Leo adiantou que serão treze capítulos e disse para a reportagem, em primeira mão, os nomes deles:

* Os parenteses em aberto são comentários do escritor

  1. A presença de Larissa (“Uma brincadeira com ‘A Presença de Anitta'”)
  2. Entre Furacões (“Vamos falar sobre o furacão 2000”)
  3. Prepara
  4.  “Anitta é fruto de muito jabá”
  5. (“Ainda não tem título e falará sobre o processo da ex-empresária da cantora”)
  6. O Genérico de Anitta (“Quem é o genérico de Anitta? Lesha talvez”)
  7. Anitta S/A (“Sobre dinheiro, faturamento e milhões”)
  8. Não é sorte, é fé (“Esse é o melhor”)
  9. Os tropeços
  10. Muy Amigas (“Que são as brigas”)
  11. Mais que amigos (“São os amantes, amores e o Thiago [Magalhães] está no meio deles”)
  12. Eu vim para ficar
  13. Epílogo (“O último é quando a gente encerra o livro e a carreira dela”)

A despedida

O capitulo da despedida surgiu de uma conversa de Whatsapp entre o jornalista e a cantora na qual ambos falavam sobre velhice. “Ela acha que a velhice é algo muito cruel com a mulher, principalmente aqui no Brasil. As pessoas são muito cruéis com as pessoas que envelhecem. A TV, a mídia, a música, só tem espaço para os jovens, se você não é jovem você não presta”, disse.

De acordo com ele, Anitta vai se despedir dos palcos, mas o lado empresária vai continuar vivo. Desde meados de abril, quando foi ovacionada na Universidade de Harvard, ela tem compartilhado suas estratégicas em palestras, como, por exemplo, no Conarh (Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas), no Sadebr (Seminário de Ações Digitais na Educação Brasileira) e no Fire Festival, festival de marketing digital realizado em Belo Horizonte.

“Anitta, antes de tudo, é uma empresária. Ela é uma empresária que canta, não o contrário. Depois que as pessoas perceberem isso, ficará mais fácil a despedida. Ela é um produto, ela sabe separar bem o personagem da pessoa. Tanto que tinha duas casas. Aquela que a gente vê com o A na parede é da Anitta, a outra, em que morava com o Thiago, que ninguém nunca viu, é da Larissa. Anitta não entrava ali, quem entrava era Larissa”, explica.

O livro era aguardado para dezembro, mas por conta de alguns atrasos na entrega e também da internação, foi prorrogado para janeiro. O dia da estreia está planejado na sua cabeça. Ou melhor, os dias, já que ele quer fazer três lançamentos. O primeiro será por volta das 7h, se a prefeitura do Rio de Janeiro autorizar, na primeira escola de Anitta, Escola Municipal Itália em Honório Gurgel. O outro, lá pelas 15h, em um shopping do subúrbio da capital carioca. E mais um à noite, “talvez”, nas palavras de Leo, na zona sul.

“A minha prioridade  é o subúrbio, as baixadas, a zona norte, as periferias do brasil, não a Zona Sul. Se esse livro alcançar outros lugares, além das livrarias, eu vou estar feliz da vida. Estou buscando redes de supermercados e grandes empresas de cosméticos que queiram publicá-lo. O Brasil tem poucas livrarias, não posso depender apenas delas”, explica.

Outro segredo desvendado pelo jornalista é sobre o primeiro capítulo, que contará a trajetória do avô da cantora na Paraíba e a luta da mãe que, desempregada e no meio de uma crise financeira, descobre a gravidez não planejada.

“A história da Anitta é tipo de um jogador de futebol. muitas pessoas pobres vão se espelhar nela. É a chance que você tem de crescer profissionalmente e pessoalmente através da educação. Ela não é uma grande cantora, ela não tem uma voz incrível, ela não é linda, mas tudo foi se moldando. Anitta é fruto de muito suor”, diz.

E ele encerra, bem-humorado, dando uma dica a todos que querem tentar irritar a cantora em uma única frase: “Nossa, como você teve sorte na vida né?”. A resposta aqui é única: “Amor, eu não tive sorte, tive trabalho e fé”.

Thiago Magalhães 

Sobre o ex-marido da artista, Leo diz que tudo será falado, mas que ela ainda está devendo três dias de imersão com ele sobre o assunto. É que, nas palavras do jornalista, “quando ela coloca um ponto final numa coisa, acabou, parece que nunca existiu, ela tem um gênio f***”.