Polícia da Geórgia analisa abrir inquérito criminal contra R. Kelly

  • Por Jovem Pan
  • 09/01/2019 08h38
Reprodução/FacebookR. Kelly está envolvido em investigação por abuso sexual

Após exibição de um documentário que expôs longo histórico de mau comportamento, autoridades da Geórgia abriram uma investigação formal por má conduta sexual contra R. Kelly.

A série, de seis capítulos, já gerou avalanche de polêmicas desde seu lançamento, em 4 de janeiro. O rapper, que esteve no centro de acusações de ter se envolvido sexualmente com menores de idade há anos, negou veementemente todas as acusações e ameaçou processar todos os envolvidos com a produção.

Agora, de acordo com o TMZ, a promotoria de Fulton estão analisando o caso de perto para determinar se vão abrir inquérito criminal contra o veterano de 52 anos. Os investigadores já teriam entrado em contato com supostas vítimas que participaram do documentário.

Uma delas é Asante McGee, que afirmou que escapou da casa do cantor, em Duluth, na Geórgia, onde ele teria mantido um grupo de mulheres praticamente em cativeiro, em algo como um “culto sexual”.

Enquanto isso, rádios do Texas, Nova York e Los Angeles decidiram boicotar as músicas de R. Kelly e as retiraram de sua programação indefinidamente. Assim como o Spotify.