João Doria diz que Fábrica do Samba deve ser entregue até o fim dezembro

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2018 00h43
Reprodução/TwitterNós colocamos em orçamento, o ministro confirmou, se tudo continuar correndo bem, não houver nenhuma situação nova, as obras serão concluídas dentro do prazo, até dezembro", afirmou o prefeito

O prefeito João Doria afirmou que as obras da Fábrica do Samba devem ser finalizadas no fim deste ano. Durante o desfile das escolas de samba de São Paulo, o tucano disse que o compromisso é de que todos os pavilhões sejam entregues e estejam prontos para o carnaval de 2019.

“Isso vai ser cumprido porque o ministro Marcius Beltrão esteve aqui conosco há dois meses fiscalizando as obras e garantiu os recursos complementares para que a obra, juntamente com a Prefeitura, os recursos são compartilhados, prefeitura e governo federal através do ministério do Turismo. Nós colocamos em orçamento, o ministro confirmou, se tudo continuar correndo bem, não houver nenhuma situação nova, as obras serão concluídas dentro do prazo, até dezembro”, afirmou.

Doria disse ainda que a Prefeitura vai recorrer da decisão da Justiça que proibiu o prefeito de usar a marca “Cidade Linda”e mandou retirar os símbolos do programa. Segundo o tucano, houve um erro de interpretação por parte da Justiça.

“Nós não criamos uma nova assinatura pra cidade. Eu li as duas manifestações dos dois juízes e percebi que eles fizeram uma interpretação diferente daquilo que nós estamos fazendo. Nós não criamos um novo batismo pra cidade. A cidade continua sendo Prefeitura da Cidade de São Paulo, essa é a assinatura de todas as campanhas. Aliás, é o que exige a lei e é o que nós temos cumprindo”, disse.

“Agora, os programas podem ser batizados. Assim como nós já tivemos o cidade limpa na gestão do Gilberto Kassab, agora temos o programa Cidade Linda na nossa gestão, que é o programa de revitalização da cidade. (…) Assim como temos o Doutor Saúde, assim como temos o Corujão da Saúde, assim como temos o Asfalto Novo, assim como temos Nossa Creche. Todos os programas da Prefeitura têm um nome, isso é normal. Isso acontece na Prefeitura de São Paulo, do Rio de Janeiro, do Governo do Estado de São Paulo, no Governo Federal. Portanto houve um erro de interpretação. Nós vamos recorrer novamente à Justiça para explicar”, completou o prefeito.