Anime Friends 2019: Mulheres seguem protagonistas e donas de si em evento de cultura japonesa

  • Por Larissa Mauricio/Jovem Pan
  • 15/07/2019 10h06
Reprodução/Instagram/@animefriendsCosplayers femininas são o centro das atenções em evento, mas respeito prevalece e casos de assédio são raros

Terminou no último domingo (14) a 16ª edição do Anime Friends, o maior evento que celebra a cultura pop japonesa na América Latina. Com uma programação distribuída por cinco palcos, os fãs de animes, mangás, jogos e música oriental marcaram presença em peso: ao longo dos três dias de evento, 60 mil pessoas passaram pelo Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo (SP).

A grande maioria deste público era jovem, entre adolescentes e adultos até a faixa dos 30 anos, tanto homens como mulheres. Elas, aliás, continuam sendo o foco das atenções no evento.

As cosplayers femininas estão entre as mais requisitadas na hora de tirar foto, seja pela relevância do personagem que estão caracterizadas ou pelo simples fato de serem mulheres em roupas consideradas ousadas.

Participante do Anime Friends desde 2010, a bancária Stephanie Constante, de 24 anos, sentiu a mudança de ares nas últimas edições. Ela fez cosplay de Katarina, personagem do jogo League of Legends, que usa calças e top de couro.

“Eu achei que iam ter comentários [negativos], mas muito pelo contrário, aqui o pessoal respeita muito, entendem que é uma brincadeira. [Os homens] não ficam encostando ou fazendo cantada que você fica sem ter como responder”, contou à Jovem Pan.

Para Stephanie, casos de assédio são mais comuns em seu cotidiano do que quando traja uma fantasia. “O mais engraçado é isso, aqui estou com uma roupa totalmente diferente e que mostra muito mais o corpo, mas o pessoal me respeita. No dia a dia, basicamente uso social e as pessoas mexem muito mais comigo na rua”, disse.

A bióloga Ana Luisa Varisilva, de 26 anos, também nunca sofreu assédios graves durante os eventos em que participa desde a adolescência, mas já passou por situações constrangedoras. “Eu já vim com vestido tubinho e às vezes a pessoa vai tirar foto e rola uma ‘mãozinha’ desagradável, mas aconteceu poucas vezes”, afirmou a cosplayer de Glinda, a Bruxa Boa do Norte do musical Wicked.

Há quatro anos, sua mãe também entrou na onda das fantasias. Neste ano, a pediatra Maria Dolores, de 57 anos, encarnou a antagonista Elphaba, a Bruxa Malvada do Oeste, para estar sempre perto da filha.

“Sempre acompanhei os eventos porque tem alguns cosplays que você expõe bastante o corpo, mas esse não é objetivo e sim fazer uma performance, trazer fidelidade ao personagem. A Ana tem postura firme e é muito profissional no que faz, venho junto mais por excesso de zelo. Depois, acabei me divertindo e gostando também.”

Anime Friends 2019

A edição deste ano do Anime Friends aconteceu nos dias 12, 13 e 14 de julho, em São Paulo. Foram mais de 50 atrações nacionais e internacionais, entre palestras, shows, concursos de cosplay e bate-papo com astros da cultura japonesa.

Os destaques ficaram para as bandas  Deadlift Lolita, Snowkel, FAKY!, as cantoras NADA e Yumi Matsuzawa e os atores Takumi Tsutsui e Takumi Hashimoto. A Banda Marcial de Cubatão animou os fãs de “Cavaleiros do Zodíaco”, “Naruto” e “Dragon Ball Z” com seus temas clássicos tocados pela orquestra.