Marielle Franco é homenageada pela Vai-Vai durante desfile em São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2019 05h00
ALOISIO MAURICIO - ESTADÃO CONTEÚDOVereadora homenageada foi assassinada há um ano; crime não foi esclarecido

Com 15 troféus no barracão, a Vai-Vai – maior campeã do carnaval paulistano – desfilou a cultura africana na passarela do samba para exaltar a luta da população negra pela igualdade. A escola lembrou Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro pelo PSOL, assassinada há um ano – em caso ainda sem esclarecimento.

Diversos componentes da escola montaram um mosaico com a foto de Marielle e também exibiram o nome dela. A agremiação apresentou a criatividade dos carnavalescos Hernane Siqueira e Roberto Monteiro sob o título “Vai-Vai, o quilombo do futuro”.  A escola contou com a maior bateria do carnaval paulistano, com 303 ritmistas.

Com 3 mil componentes divididos em 26 alas, com a tradicional majestade, o grupo conduziu o enredo sobre a luta dos negros. A escola desponta como uma das favoritas ao título. Apesar disso, antes de entrar na passarela, teve problemas com o terceiro carro alegórico, que deslizou na pista. O problema foi resolvido sem impactar na performance.

A escola homenageou o movimento Panteras Negras, que lutou contra o preconceito racial nos Estados Unidos. Em outros setores, a alvinegra também apresentou uma escultura do ex-presidente norte-americano Barack Obama, além de ter levado à avenida alas impactantes mostrando a crueldade da escravidão imposta aos africanos.