Aniversariante do dia: veja como Britney Spears influenciou a nova geração de estrelas pop

  • Por Liliana Pereira Barretto/Jovem Pan
  • 02/12/2018 17h56
Divulgação/BillboardHits, momentos icônicos e polêmicos de Britney mexeram e ainda mexem com o público.  

Com mais de 20 anos de carreira, o legado de Britney Spears na cultura pop é inegável. Hits, momentos icônicos e polêmicos mexeram e ainda mexem com o público.  

Britney se tornou uma verdadeira sensação quando lançou o seu primeiro single “… Baby One More Time”, em 1998. A canção marcou uma nova era na música pop, dominada por artistas cada vez mais jovens, muitas vezes estrelas mirins – como Britney – que decidiram se aventurar no mundo da música na adolescência. A partir da seu começo no estrelato, a carreira de Britney passou por altos e baixos: em um momento era a maior estrela do planeta, no outro se afundava em problemas pessoais.

No auge de sua carreira, Britney foi apelidada de “princesa do pop”, por ser considerada herdeira de Madonna. Realmente, a semelhança estava ali. No som pop chiclete, no visual e na ousadia. A importância de cada artista em sua respectiva época também é chave para a comparação.

Então, se Madonna influenciou tão claramente sua sucessora no trono da música pop, como os novos artistas foram influenciados pelo legado de Britney? No aniversário de 37 anos da cantora, a Jovem Pan analisa as provas de que ela é um dos maiores ícones para a nova geração da música pop:

Música

R&B, hip-hop e rock alternativo: estes eram os ritmos em alta no final dos anos 90. O pop clássico, com melodias e letras grudentas e fáceis de assimilar, foi deixado para trás nos anos 80. Britney foi a principal artista a ressuscitar o ritmo no final daquela década. De “…Baby One More Time” a “Oops!…I Did It Again” na virada do milênio, de “I’m a Slave 4 U” a “Toxic” nos anos seguintes: os hits de Britney inspiraram uma nova forma de fazer e consumir música pop.

Clipes

A carreira de Britney estourou bem nos últimos respiros do videoclipe na televisão. Semelhante a o que aconteceu com artistas como Michael Jackson e Madonna, cada vídeo de Britney foi eternizado na cultura pop. É impossível não associar alguns dos elementos mais icônicos de seus clipes com os vídeos de artistas da nova geração.

Um exemplo é “Break Free” de Ariana Grande, que segue quase que exatamente a mesma temática do sucesso “Oops!…I Did It Again”: estrela pop se aventura (e sensualiza) em algum planeta distante da Terra.

Outra semelhança inegável é de “Bad Blood”, de Taylor Swift, e o icônico “Toxic”, de Britney. Taylor até foi acusada de plágio na época do lançamento do clipe pela cena final, em que aparece de peruca vermelha e roupas de couro preto, saindo de uma explosão. O “look” é semelhante ao trecho de “Toxic” em que Britney se transforma em uma espiã e escapa de raios laser. Os dois clipes são assinados pelo mesmo diretor, Joseph Kahn.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ousadia

Britney cresceu sob os holofotes. Começou no “Clube do Mickey” no início dos anos 90 e já completou mais de 20 anos como uma das maiores celebridades de todos os tempos. A sua transição de adolescente para mulher foi alvo de inúmeras polêmicas. De repente, a doce garotinha colegial do início da carreira dançava de forma sensual enquanto segurava uma cobra no VMA. Britney abriu caminho para outras estrelas teen da Disney, como Miley Cyrus, Selena Gomez e Demi Lovato. E, claro, a trajetória delas também não foi diferente.

Talvez o caso mais emblemático e chocante seja o de Miley, que foi de Hannah Montana a “sex symbol” em apenas alguns anos. No documentário para a MTV “Miley: The Movement”, lançado em 2013, a cantora revela os bastidores do auge da transformação. Em uma conversa com Britney, ela confessa como a artista é uma de suas referências na ousadia: “Quando o clipe de ‘I’m a Slave 4 U’ saiu, meu pai disse: ‘Minha filha de oito anos vai virar uma stripper’. Eu queria ser gostosa como você. E é isto que as garotas ainda querem fazer na indústria pop”.

Looks

Além de inúmeros “looks” icônicos em seus videoclipes, Britney também lançou tendências na moda com roupas que usou em premiações, shows e mesmo em momentos mais casuais. Um exemplo inesquecível é a combinação jeans que vestiu junto ao seu namorado na época, Justin Timberlake, no American Music Awards de 2001. Mesmo sendo considerado cafona na época (e até hoje), o look é um dos mais memoráveis entre os famosos. Katy Perry até imitou o visual com o rapper Riff Raff nos VMA de 2014.