Cantor de k-pop Seungri anuncia aposentadoria após acusação de envolvimento com prostituição

  • Por Jovem Pan
  • 11/03/2019 13h04
Reprodução/InstagramO cantor de 28 anos é acusado de administrar uma rede de prostituição em Seul

Um dos maiores nomes do k-pop, o cantor Seungri foi acusado nesta segunda-feira (11) de administrar uma rede de prostituição em Seul, na Coréia do Sul.

Em publicação no Instagram, Seungri  anunciou hoje sua saída da indústria do entretenimento e a aposentadoria da vida artística. Até então, ele era integrante da boyband BigBang.

De acordo com a “Variety”, a polícia sul-coreana já emitiu um mandado de busca e apreensão para a residência do cantor, que nega todas as acusações.

O cantor de 28 anos começou a ser investigado em janeiro, quando a polícia abriu inquérito sobre uma casa noturna em que ele é sócio.

Pouco tempo depois, foram reveladas diversas mensagens de texto, trocadas em 2015, nas quais Seungri discutia o fornecimento de prostitutas com clientes da boate.

Na época, o cantor afirmou que as mensagens eram falsas, mas diversos shows da BigBang foram cancelados desde então. Se considerado culpado, Seungri pode pegar até três anos de prisão.