Donald Trump ligou para Miley Cyrus depois de performance histórica no VMA: “Amei”

  • Por Jovem Pan
  • 22/02/2019 12h36
Reprodução Apresentação de Miley Cyrus no VMA 2013 recebeu elogios do futuro presidente Donald Trump

Anos depois de sua icônica performance ao lado de Robin Thicke no VMA em 2013, Miley Cyrus revela que surpreendeu até o então futuro presidente dos Estados Unidos.

Capa da revista Vanity Fair de março, Miley contou que na época estava hospedada na Trump Tower e, na manhã seguinte à apresentação, acordou com a ligação do próprio dono do prédio. “Eu amei”, foi o que Donald Trump disse à ela.

“E agora ele é nosso presidente. Você sabe, eu disse que me mudaria se ele fosse o presidente. Todos nós falamos coisas que não queríamos dizer”, disse a cantora.

Miley justificou o porquê mudou de ideia e, de quebra, ainda detonou o líder americano. “Porque realmente pensamos: talvez as pessoas escutem. Talvez as pessoas pensem como isso [a eleição de Trump] seria prejudicial para o nosso país. Obviamente não pensaram. Sobre me mudar de país, que diferença ia fazer? Como alguém que tem orgulho de ser ativista, vai se orgulhar de fugir e deixar todos vivendo sob o governo de um completo racista, sexista e babaca detestável? Você não pode deixar os outros se defenderem sozinhos”, declarou.