Febre do k-pop faz buscas por intercâmbio na Coreia do Sul aumentarem quase 300%

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2019 15h22
ReproduçãoBuscas por intercâmbio na Coreia do Sul cresceram 299% graças ao k-pop

A febre do k-pop está fazendo os jovens brasileiros quererem cair de cabeça na cultura da Coreia do Sul. No ano passado, as buscas por programas de intercâmbio no país cresceram 299% em relação a 2017, de acordo com dados da empresa EF.

Segundo o estudo, a maior parte dos interessados está em São Paulo (32%), seguido pelo Rio Grande do Sul (9%). A maioria dos estudantes que buscam um programa imersivo na Coreia do Sul tem entre 16 e 24 anos (78%), com predominância de mulheres (89%).

O k-pop é de fato uma das grandes forças econômicas da Coreia do Sul. Tanto que o BTS, principal grupo do gênero, gera sozinho R$ 14 bilhões anualmente para a economia do país, segundo um estudo do Hyundai Research Institute.

O levantamento ainda diz que um a cada 13 turistas que visitaram a Coreia em 2017 o fizeram por causa do grupo. Ao todo, 800 mil foram ao país naquele ano só por causa do BTS.

O BTS anunciou nesta terça-feira (19) uma turnê mundial que passará pelo Brasil. A banda faz um show em São Paulo no dia 25 de maio.