Kevin Fret, rapper e ativista LGBTQ+, é assassinado a tiros em Porto Rico

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2019 16h06
Reprodução Artista tinha 24 anos e foi atingido por oito disparos

O rapper Kevin Fret foi assassinado a tiros, na noite da última quinta-feira (11), enquanto passeava de moto pelas ruas de San Juan, em Porto Rico. Além de se destacar pelo trabalho artístico, Fret também atuava como ativista da causa LGBTQ+. Ele tinha 24 anos e se descrevia como primeiro artista abertamente gay da música trap latina.

De acordo com a BBC, ele foi atingido na cabeça e no quadril por oito tiros. A polícia investigará o caso. Ainda não há maiores informações sobre autor e motivação do crime.

“Sem palavras para descrever nosso sentimento e a dor que nos foi causada por saber que uma pessoa com tantos sonhos se foi. Devemos nos unir nesses tempos difíceis e e pedir por mais pedir por mais paz em nosso amado Porto Rico”, disse Eduardo Rodriguez, empresário do rapper.

Confira aqui um dos videoclipes de Kevin: