Pharrell Williams se irrita com uso da música 'Happy' em discurso de Trump

  • Por Jovem Pan
  • 30/10/2018 10h02
Reprodução<p>Pharrell Williams entrou com pedido para impedir Trump de usar suas músicas</p>

Pharrell Williams acionou os seus advogados para ordenar que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não use suas músicas. O problema aconteceu quando Trump tocou “Happy” antes de seu discurso em evento apenas horas após um tiroteio em uma sinagoga ter deixado 11 mortos em Pittsburgh.

“No dia do assassinato em massa de 11 seres humanos pelas mãos de um nacionalista tresloucado, você tocou a música ‘Happy’ para uma multidão em um evento político em Indiada”, diz carta assinada pelo advogado do cantor, Howard King, obtida pelo The Hollywood Reporter.

“Não havia nada de ‘feliz’ sobre a tragédia causada no nosso país no sábado e nenhuma permissão foi dada para você usar a música para esse propósito”, continua o documento.

Pharrell se junta a The Rolling Stones, Aerosmith, REM, Queen e Prince na lista de artistas que proibiram Trump de usar seu repertório para fins políticos.