Produtor do Grammy diz que críticas de Ariana Grande ‘foram uma surpresa’

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2019 12h47
ReproduçãoAriana Grande desistiu de participar da cerimônia do Grammy

Ariana Grande estava fechada para ser uma das cantoras a se apresentar na noite do Grammy, que acontece neste domingo (10), mas desistiu de participar devido ao produtor da premiação, Ken Ehrlich. De acordo com Grande, o organizador mentiu sobre ela.

Ehrlich disse que Ariana desistiu por achar que “era tarde demais para conseguiu montar uma apresentação”. A cantora, no entanto, rejeitou essa desculpa, afirmando ter oferecido três músicas diferentes. “Eu me mantive quieta, mas agora você está mentindo sobre mim. Eu consigo montar uma performance da noita para o dia, e você sabe disso, Ken. Foi quando a minha criatividade e expressão foram sufocadas por você que decidi não comparecer”, atacou.

Em entrevista para a Rolling Stone, o produtor resolveu responder. “Eu vi os tweets e o que ela falou. Acho que foram uma surpresa. Eu vou dizer isso e eles não querem que eu fica: a coisa que provavelmente mais me incomodou do que ela disse sobre mim foi que eu não sei trabalhar em conjunto”.

“O fato é que – eu escrevi uma coisa no meio da noite que eu não vou falar a respeito. Mas, quer dizer. Pergunte a Christina Aguilera, que eu pedi para cantar ‘It’s a Man’s World’ para James Brown. Ou Melissa Etheridge, que terminou seu tratamento contra o câncer e a coloquei no palco, careca, para cantar Janis Joplin”, completou.

Ele ainda citou mais artistas: “Pergunte a Ricky Martin que, da noite para o dia, se tornou o criador da revolução da música latina. Ou Mary J. Blige, que estava morrendo de medo de interpretar ‘No More Drama’ e eu trabalhei com ela para moldar a performance”.

Ehrlich ressaltou que não lidou diretamente com Ariana, mas com a equipe dela. “Eu não sei se sou bom em qualquer outra coisa, mas eu entendo artistas. Eu não disso para as pessoas ‘isso é o que você deve fazer’. Eu falo casualmente ‘essa pode ser uma boa ideia, vamos chegar a um meio-termo'”, concluiu.