Rapper é condenado por assassinato e pode pegar 99 anos de prisão

  • Por Jovem Pan
  • 19/07/2019 16h17
Reprodução/InstagramO rapper Tay-K pode pegar 99 anos de prisão pelo assassinato de um jovem de 21 anos

O rapper Taymor McIntyre, conhecido como Tay-K, foi condenado nesta sexta-feira (19) por assassinato e roubo. O julgamento aconteceu em Fort Worth, no Texas, nos Estados Unidos.

Após a condenação, o tribunal começou a discutir a pena do rapper. Ele pode pegar de cinco a 99 anos de prisão. O artista ainda foi inocentado de uma acusação de assassinato capital, que tem uma pena automática de 40 anos de reclusão.

McIntyre é acusado de ter participado da invasão de uma casa em 2016. O crime resultou no assassinato de Ethan Walker, de 21 anos. Ele foi preso no mesmo ano, aos 16 anos de idade, junto com outras seis pessoas. O músico ficou em prisão domiciliar e era monitorado por uma tornozeleira eletrônica, mas conseguiu tirar o dispositivo e ficou foragido.

O cantor foi recapturado em maio de 2017, no mesmo dia em que lançou a música “The Race”. O single chegou à 44ª posição no Billboard Hot 100. Durante a fuga, ele foi acusado de atacar um idoso de 65 anos em Arlington.21

No mesmo ano, em abril, McIntyre foi acusado de se envolver no assassinato de um outro jovem. Ele estava no mesmo carro da pessoa que atirou e matou Mark Anthony Saldivar, de 23 anos. Por este caso, o rapper está enfrentando um outro processo de assassinato capital.