Ricky Martin reitera apoio a Ellen Page, que assumiu em público ser lésbica

  • Por Agencia EFE
  • 23/02/2014 21h22
Ricky Martin promove o lançamento de seu primeiro livro infantil em Porto Rico

Viña del Mar (Chile), 23 fev (EFE).- O porto-riquenho Ricky Martin reiterou neste domingo (23) seu apoio à atriz canadense Ellen Page, que tornou pública sua homossexualidade.

“Eu estou feliz porque ela é livre, porque ela (Page) simplesmente subiu em um palco sem máscaras e simplesmente pode ser ela”, acrescentou Martin, que junto ao britânico Rod Stewart e a italiana Laura Pausini são as grandes figuras do Festival Internacional de Viña del Mar, no Chile, que começou neste domingo.

A jovem atriz canadense Ellen Page, famosa por seu papel de adolescente grávida no filme “Juno”, declarou há uma semana que é lésbica, em discurso durante uma conferência sobre os direitos dos homossexuais em Las Vegas (EUA).

“Estou aqui hoje porque sou homossexual. E porque talvez possa causar um efeito positivo. Ajudar outros para que sua vida seja mais fácil e esperançosa. Sinto que tenho uma obrigação pessoal e uma responsabilidade social em tudo isto”, disse a atriz de 27 anos.

Martin disse que Page foi muito valente ao se declarar lésbica. “Trata-se disso, de deixar o mundo saber que não é grande coisa (o que foi dito pela atriz). Eu sou gay, eu sou feliz”, disse o cantor aos jornalistas.

O cantor também lembrou na cidade chilena de Viña del Mar, situada a 120 quilômetros a noroeste de Santiago, que trabalha pelos direitos humanos e que repudia todo ato homofóbico “seja no país que for”.

“Infelizmente a homofobia é algo que existe em todas as partes do mundo. Eu simplesmente devo tentar dar o exemplo cada vez que subo em um palco”, enfatizou. EFE