“Só quero ter o direito de seguir minha vida”, desabafa Joelma

  • Por Jovem Pan
  • 04/11/2015 17h51

Casal se separou no fim de agosto e passaram a trocar acusações polêmicas

Após acusação de Joelma na TV

Na última terça-feira (3), Joelma deu uma entrevista ao jornal “O Dia” sobre seu conturbadíssimo divórcio e todas as fofocas que estão relacionadas a ele. No bate-papo, ela até contou que perdoou Chimbinha pela traição e também falou sobre a acusação de sua filha, de que teria sofrido de assédio sexual por parte do guitarrista da banda Calypso.

“Ela desde a adolescência nunca gostou dele, e eu não sabia o motivo. Cheguei a brigar com ela por isso. Ela agiu como muitas meninas e mulheres, que, por fatores psicológicos e emocionais, deixam os assédios guardados, escondidos. Só soube, de fato, o que ocorreu, no momento em que falei pra ela sobre a separação. Parece que foi um alívio. Aí, as coisas começaram a aparecer”, explicou a cantora.

Ainda sobre o “alívio” da separação, Joelma deixou claro que não foi uma atitude tomada de cabeça quente. Muito pelo contrário. “Eu suportei até onde pude, mas cheguei ao meu limite e precisava tomar uma decisão. Além disso, nunca planejei tornar essa situação pública. Isso foi uma consequência natural”, afirma Joelma. “Agora só quero ter o direito de seguir minha vida. Perdoar não significa continuar sofrendo. Perdoar é buscar ser feliz e desejar que o outro também seja”, desabafa.

Já sobre a separação em si e toda a exposição à mídia, Joelma não se culpa e pede compreensão: “apesar de ser uma artista, eu também sou um ser humano e um processo como este não é fácil para ninguém. Aproveito para pedir desculpas aos meus fãs e ao público”.

“Até dia 31 de dezembro deste ano, eu ainda cumpro a agenda da Banda Calypso. Depois disso, eu lanço a nova marca ‘Joelma Calypso’. Vamos fazer algo que será inesquecível para os fãs. Por enquanto é segredo. O que posso falar é que essa semana gravo clipes de duas músicas em espanhol e lançaremos no mês de janeiro”, adiantou a cantora.