“Só traí porque não tinha mais família”, diz Ximbinha sobre divórcio com Joelma

  • Por Jovem Pan
  • 07/03/2016 14h31
Ximbinha

Meses depois do começo da briga de Ximbinha e Joelma, o guitarrista quebrou sei silêncio sobre o polêmico divórcio e dissolução da banda Calypso. Em entrevista ao “SBT Reporter”, ele negou todas as acusações feitas pela cantora e ex-esposa, desde a traição até agressão física. “Ela queria me afastar da banda e hoje tem uma coisa que se chama Lei Maria da Penha”, desabafou Ximbinha.

Em sua casa, que teve cômodos exibidos durante o programa, ele contou que mantém fotos de Joelma e acrescentou que não pretende guardar ou rasga-las. “É história, pra mim é história e isso eu não posso apagar. Não posso apagar o que aconteceu”, disse o guitarrista. Os dois artistas foram casados por 16 anos.

“No começo foi muito bom. Depois foi só trabalho”, desabafou Ximbinha. “Durante muitos anos [pensei que era a mulher da minha vida], por muito tempo pensei que nunca iria me separar”. Mas ele confessou que chegou a cometer adultério uma vez: “eu só traí porque não tinha mais família. Foi um erro muito grande”.

Sobre a chegada e saída de Thábata Mendes da X-Calypso, criada por Ximbinha após o fim da banda com Joelma, ele negou os boatos de que teria agredido a vocalista. “Ela pensou que o projeto ia ser do jeito dela. O meu era um e o dela era outro, entõ não deu certo. Aí eu achei melhor ela seguir a carreira dela. Isso não aconteceu. A Thábata não falou isso, posso falar com certeza”, comentou.

Em agosto de 2015, quando foi anunciado o fim do casamento, a assessoria da extinta banda Calypso afimou que a amizade entre Ximbinha e Joelma. “A união de 18 anos deu fruto a dois filhos maravilhosos, projetos e parcerias tanto na vida pessoal quanto profissional. Queremos ressaltar que o respeito, gratidão, amizade, admiração e parceria permanecem recíprocos”.